Tendências do mercado turístico – Geração Z

Com o objetivo de mapear as tendências do segmento turístico para os próximos 15 anos e com base na nova geração de futuros viajantes – hoje com idade média de 15 anos – a empresa Amadeus apresenta um estudo bem interessante intitulado “Nativos Digitais”.

Este estudo traça o perfil desses adolescentes classificados como Geração Z. Eles possuem uma visão de mundo diferente, aliás para eles o mundo é um terreno pequeno e as distâncias são virtualmente encurtadas. São engajados em questões ecológicas e gostam de trabalhar em equipe.  São mais tolerantes com as diferenças relacionadas ao estilo de vida tais como religião, opção sexual e cultura. Buscam autenticidade, transparência e querem ser únicos – se destacar na multidão. Contudo, sem perder a identidade com o seu grupo social.

Para estes jovens, o mundo sem tecnologia só existe nos livros de história. São imediatistas e audiovisuais, ou seja, uma imagem vale mais do que mil palavras.

A partir das características da Geração Z, a Amadeus listou sete principais tendências para o turismo mundial. Desse modo, as agências, operadoras e gestores de destinos turísticos estarão preparados para encarar as necessidades dos consumidores de amanhã.

 Personalização e gestão de diferentes identidades – Nas redes sociais este grupo costuma usar pseudônimos e perfis online, buscando se destacar dentro de um grupo social. Aqui há uma boa oportunidade para o trade turístico de gerar ofertas personalizadas (produtos segmentados) com base no conteúdo de cada perfil.

Tornar a vida mais fácil – Para os atuais adolescentes não existe distinção entre o mundo real e o virtual. Eles acessam a rede 7 horas por dia e 24 horas por semana. Oferecer consultoria e assistência online 24 horas por dia e ter uma área exclusiva online para que o turista possa registrar momentos de sua viagem, pode ser um diferencial no pacote de viagem.

Buscar melhores preços – Eles recorrem diretamente à internet para pesquisar preços, nos diversos sites de comparação. Neste caso, é interessante oferecer negociações competitivas em tempo real, incentivando a comparação por parte do viajante e garantindo a compra. Além disso, divulgar as ofertas por torpedos e microblogs (como por exemploo Twitter) destaca a promoção.

Ampliando as redes – As redes sociais são muito importantes para estes jovens. É possível compartilhar e receber informações da comunidade que se identificam. A relação e a comunicação entre empresa, escola e pessoas foi horizontalizada. Dessa forma, é fundamental os players de turismo estarem presentes nas redes sociais para gerar informações e incentivar os consumidores a criar e compartilhar conteúdo no seu espaço virtual. Os aplicativos para celular que podem ser úteis para o período de viagem não devem ser esquecidos. Veja também nosso post Qual é a fórmula de sucesso das mídias sociais (link do post).

Comunicação em tempo real – Trata-se dos chats online como Flickr e Facebook, onde o tráfego de pessoas e informação é intenso. Fica a dica para as agências criar serviços que permitam transmitir em tempo real as informações sobre às viagens dos clientes tais como, atrasos de vôos e soluções alternativas.

Encontrar o caminho de volta, a qualquer hora e em qualquer lugar – Com as soluções de geolocalização, como o “foursquare”, é possível se ter informações locais como perfil da população, restaurantes e até a localização de pessoas de sua rede de contatos. A oportunidade neste caso, fica à cargo de parcerias em rotas pré-estabelecidas com ações promocionais em determinados pontos do trajeto. Sendo possível surpreender e encantar seu cliente.

Realidade Aumentada – São aplicativos para smartphones, visto através das lentes do aparelho e por meio da sobreposição de imagens reais, gerando legendas no visor. Estas legendas podem mostrar tanto nomes de ruas, como museus e parques.  A realidade aumentada enriquece a experiência do viajante oferecendo conteúdo relacionado ao que está sendo visto na viagem. Os gestores de turismo podem desenvolver ferramentas próprias de disponibilização de conteúdo via smartphone, agregando valor ao serviço oferecido.

Em resumo, para as operadoras, agências e gestores de destinos garantirem presença junto à Geração Z é  fundamental estarem conectados às inovações tecnológicas, gerando conteúdo e assistência em tempo real. Ser transparente e rápido para atender desta nova demanda do setor turístico. Tarefa árdua, mas temos tempo para nos planejarmos e nos adaptarmos.

About the Author:

Sou Marta Poggi e Borges: consultora, conteudista, autora, blogueira e palestrante de turismo e marketing digital, fundadora do Blog Agente no Turismo e Sócia da Strategia Consultoria. A minha missão é auxiliar destinos como o seu ou empresas turísticas como a sua a melhorarem seus serviços, estruturas e comunicação com o mercado.

2 Comments

  1. […] E se você gostou desse post, conheça mais a Geração Y e clique aqui para saber sobre a Geração Z, a geração posterior aos millenials. Share […]

  2. […] Para conhecer a geração Z, formada pelos jovens nascidos a partir de 2000, leia o post “Tendências do Mercado Turístico: Geração Z”. […]

Leave A Comment